Schreiber-Bogen - Queen Elizabeth 2 - 1/400

Código: SBO72359 Marca:
R$ 100,00
Comprar Estoque: Disponível
  • R$ 100,00 American Express, Visa, Diners, Mastercard, Aura, Hipercard, Elo
* Este prazo de entrega está considerando a disponibilidade do produto + prazo de entrega.

O Queen Elizabeth 2, frequentemente chamado de Q.E.2, foi um grande navio de passageiros britânico operado pela Cunard Line entre 1969 e 2008, fazendo travessias transatlânticas e cruzeiros mais regionais. Foi a principal embarcação da companhia desde 1969 até ser sucedido pelo RMS Queen Mary 2 em 2004. Projetado nos escritórios principal e regional da Cunard respectivamente em Liverpool e Southampton. O Q.E.2 foi construído posteriormente nos estaleiros da John Brown & Company em Clydebank na Escócia. O navio rodou o mundo regularmente por quase quarenta anos e em seus últimos anos operou quase exclusivamente como navio de cruzeiro. O Q.E.2 manteve a tradição da Cunard de possuir travessias transatlânticas pelo menos uma vez por ano e nunca usou o prefixo RMS (Royal Mail Ship ou Navio Real de Correios em tradução livre) em sua carreira. Em documentos oficiais, utilizou os prefixos SS (Steam Ship ou Embarcação à Vapor em tradução livre), MV (Motor Vessel ou Embarcação à Motor em tradução livre) e MS (Motor Ship ou Navio Motorizado em tradução livre). Durante os anos 60, as viagens transatlânticas eram dominados pelas aeronaves, que mostravam menor custo e mais velocidade em relação aos navios. Por outro lado, estava cada vez mais caro para a Cunard operar o RMS Queen Mary e o RMS Queen Elizabeth. A Cunard não queria desistir do negócio de transporte marítimo de passageiros e então optou por encomendar um novo navio transatlântico para substituir as duas embarcações que envelheciam. Com o declínio do comércio transatlântico e o aumento dos custos de combustível e trabalho, a Cunard decidiu que seu novo navio tinha que ser menor e mais barato para operar que seus antecessores. O Q.E.2 foi projetado para operar na mesma velocidade de 28,5 nós que os seus antecessores, porém consumindo metade do combustível. O número de funcionários também foi reduzido a níveis de embarcações mais antigas. O Queen Elizabeth 2 também seria capaz de navegar pelo Canal do Panamá, e o seu projeto, que era de sete metros a menos que os seus antecessores, permitiria que o Q.E.2 entrasse em portos onde os navios antigos da Cunard não podiam, e competir com a nova geração de navios cruzeiros. A viagem inaugural do Q.E.2 partiu de Southampton na Inglaterra, em 2 de maio de 1969 e chegou em Nova York, Estados Unidos depois de 4 dias, 16 horas e 35 minutos (curiosamente a mesma rota da única viagem do RMS Titanic 57 anos antes). Quando saiu do estaleiro de John Brown em Clydebank, Escócia, o Q.E.2. carregava seu primeiro passageiro civil, sua alteza real o Príncipe Charles, duque de Rothesay e Cromwell e Príncipe de Gales (herdeiro do trono britânico). Em 1973, o Q.E.2 fez duas viagens mediterrâneas para Israel, em celebração aos 25 anos da criação do Estado Judeu. Em maio de 1982, o navio participou da Guerra das Falklands/Malvinas transportando 3 mil soldados e 600 tripulantes voluntários para o Atlântico Sul. O Q.E.2 passou por uma reforma em Southampton em preparação para o serviço de guerra. Foram instalados três heliportos, os salões públicos foram convertidos em dormitórios e foi instalado um tubo de combustível que ia até a sala de máquinas, permitindo assim que o navio fosse reabastecido no mar. Mais de 650 membros da Cunard se ofereceram para cuidar da viagem e dos 3 mil membros da Quinta Brigada de Infantaria. Durante a viagem, as luzes do navio e seus radares foram desligados para se evitar que fosse detectado. O Q.E.2 navegou à moda antiga, sem auxílio de aparelhos sofisticados. O navio retornou ao Reino Unido em junho de 1982, sendo recebido em Southampton por sua alteza real, a Rainha-Mãe Elizabeth Bowes-Lyon, mãe da Rainha Elizabeth II.  Foi feita a conversão do Q.E.2 de volta ao serviço de passageiros, com seu funil pintado na cor laranja tradicional da Cunard, com listras pretas, que são conhecidas como "Hands" e ao mesmo tempo, o exterior do casco foi pintado com uma cor luminosa seixo cinza não convencional. Esta cor ficou impopular com os passageiros, e o casco foi revertido para cores tradicionais em 1983. Mais tarde naquele ano, o Q.E.2 foi equipado com uma clarabóia sobre sua piscina no Deck 4. Em 5 de novembro de 2004, o Q.E.2 superou o RMS Aquitania e se tornou o navio mais antigo em serviço da Cunard com 35 anos. No dia 18 de junho de 2007, foi anunciado pela Cunard, que o QE2 foi comprado pela Istithmar, uma empresa de investimentos de Dubai, Emirados Árabes Unidos, por algo em torno de valores equivalente à 100 milhões de Reais. A sua aposentadoria, foi forçada para mudanças estruturais grandes e caras serem implementadas no navio. No dia 18 de julho de 2008, o Q.E.2 dividiu o porto de Zeebrugge, na Bélgica com o MS Queen Victoria, onde os dois Cunarders trocaram buzinas. O Q.E.2 completou sua última viagem em uma travessia do Atlântico, de Nova York para Southampton, junto com o seu sucessor, o Queen Mary 2. Os dois navios partiram de Nova York no dia 16 de outubro e chegaram em Southampton no dia 22 de outubro. E isso marcou o fim do Q.E.2 em viagens transatlânticas.

Modelo de montagem cartonado estilo fascículos em Paper Craft para recortar, dobrar e colar, impressos na Alemanha pela empresa Schreiber-Bogen.

R$ 100,00
Comprar Estoque: Disponível
Sobre a loja

A Hobby Trade Center está há mais de 25 anos no mercado de modelismo,comercializando kits plásticos para montar, miniaturas em metal (die cast),trens elétricos, brinquedos educativos, quebra cabeças em 3D entre outros produtos.. Em nossa empresa você irá encontrar a mais variada gama de produtos do ramo, um execelente atendimento, sempre com qualidade e agilidade!

Social
Pague com
  • Pagar.me V2
Selos

HTC COMÉRCIO DE MODELISMO LTDA - CNPJ: 96.601.257/0001-78 © Todos os direitos reservados. 2020


Para continuar, informe seu e-mail