Schreiber-Bogen - Brandenburger Tor - 1/160

Código: SBO71353 Marca:
R$ 60,00
Comprar Estoque: Disponível
  • R$ 60,00 American Express, Visa, Diners, Mastercard, Aura, Hipercard, Elo
* Este prazo de entrega está considerando a disponibilidade do produto + prazo de entrega.

O Portão de Brandemburgo (Brandenburger Tor em alemão) é uma antiga porta da capital da Alemanha, Berlim, construída entre 1788 e 1791 como uma espécie de arco do triunfo neoclássico que swe tornou um dos principais marcos turísticos do país. O Portão está localizado na parte ocidental do centro berlinense, no cruzamento das avenidas Unter der Linden e Ebertstraße, a oeste da belíssima Pariser Platz. Ao norte fica localizado o Reichstag (Parlamento Federal da Alemanha). Brandemburgo é o portão de entrada para a Avenida Unter der Linden, a famosa avenida ladeada por belas Tílias (enormes árvores típicas de climas temperados) que anteriormente levava ao Stadtschloss, que era o palácio da cidade que servia de residência dos reis da Prússia entre 1701 e 1871 e dos Imperadores Alemães até 1918 e que após a queda da monarquia germânica virou museu. Projetado e construído em estilo neoclássico por Carl Gotthard Langhans, o portão visto de frente tem 26m de altura, 11m de profundidade e 65m de largura. Possui doze colunas em estilo grego (seis de cada lado), tem cinco vãos centrais por onde passam cinco estradas e é adornado em seu topo pela "Quadriga", a estátua que representa Irene, deusa grega da paz, em uma carroça conduzida por quatro cavalos. Poucas são as pessoas que sabem, mas na realidade o portão foi construído em cima de outras portas. Mais ou menos uma década após o fim da guerra dos trinta anos, Berlim começava a se expandir como uma fortaleza cercada de altos muros. Onde atualmente existe o Portão de Brandemburgo, existiam umas portas que foram construídas para servir de entrada para a cidade e na segunda metade do século XVIII, com a burguesia ganhando poder e força, Friedrich Wilhelm II, rei da Prússia, iniciou um plano de reestruturação da cidade de Berlim, tornando-a mais esplendorosa. Esse projeto sofreu diversos atrasos e somente em 1788, as portas antigas foram demolidas. As obras seguiram entre 1788 e 1791, e quando o portão foi aberto ao trânsito, ainda não tinha recebido as esculturas (incluindo a famosa Quadriga do topo do Portão) de Johann Gottfried Schadow e das cinco estradas que passavam por ela, apenas as duas extremas estavam abertas ao público civil. A do meio só podia ser utilizada pela comitiva real. Um momento bastante simbólico do Portão de Brandemburgo foi a passagem das tropas francesas de Napoleão Bonaparte em 1806 que invadiam Berlim. Em dezembro daquele ano, Napoleão manda a Quadriga para Paris, como um símbolo da dominação francesa sobre a Prússia. A Quadriga só retornou ao seu lugar de origem em 1814, após a derrota de Napoleão na Batalha de Leipzig, por vontade de Friedrich Wilhelm III, rei da Prússia, que deu ordem para a escultura recebesse a cruz de ferro e a águia prussiana. Outrora um símbolo de paz, a Quadriga virava um símbolo da vitória prussiana sobre os franceses. Em 1868, foi derrubado o velho muro que circundava Berlim e acrescentou-se às extremidades das portas dois pequenos pavilhões sobre colunas, projetados por Johann Heinrich Stack, que tinham aproximadamente a metade da altura das portas. Nos últimos dias da II Guerra Mundial, o Portão e sua lendária Quadriga ficaram bastante danificados. A cidade foi dividida em quatro setores (britânico, francês, soviético e americano) e o Portão de Brandemburgo retomou sua função original, separando os setores ocidental (britânico) e oriental (soviético), sendo que no início o tráfego entre os setores era livre. Em 1950, os soviéticos retiraram a Quadriga e praticamente a destruíram. Nos anos seguintes discutiu-se entre a refundição da estátua ou a sua substituição por outro símbolo. Optou-se refundí-la. Então fez a restauração do portão e da estátua em conjunto. A restauração do portão ficou a cargo de Berlim Oriental e a refundição da Quadriga, de Berlim Ocidental. As obras foram completadas em 1958 e a Quadriga, que fora refundida em partes, foi remontada na Pariser Platz (do lado soviético) nos dias 1º e 2 de agosto. Sem qualquer aviso, na madrugada de 2 para 3 de agosto, a Quadriga foi levada para Marstall (no lado oriental). Dia 16 de setembro, a cruz e a águia, símbolos do militarismo germânico (e para muitos do nazismo) foram retiradas do monumento e finalmente, em 27 de setembro de 1958, a Quadriga foi recolocada no topo do Portão de Brandemburgo. Entretando, para ira do lado ocidental, a Quadriga, que outrora cavalgava em direção à Berlim Ocidental, foi invertida e colocada virada para o lado oriental, o que causou grandes atritos entre ambos os lados. Com o fechamento das fronteiras do lado oriental, em 14 de agosto de 1961, com o lado ocidental, o Portão foi isolado e ficou fechado ao tráfego de pessoas e automóveis por quase 30 anos. Sua reabertura só foi repensada após a queda do Muro de Berlim, na madrugada de 9 para 10 de novembro de 1989. Foi reutilizado como divisão de fronteira até a reunificação do país em 3 de outubro de 1990. A cruz de ferro e a águia foram reincorporadas à Quadriga em 1991, apesar disso, ela continua virada para a Pariser Platz. Desde 7 de março de 1998, o trânsito de carros no Portão de Brandemburgo está liberado no sentido leste-oeste (no sentido oeste-leste o motorista precisa contornar o portão) e ele liga o cebtro histórico berlinense ao Tiergarten (sede do Reichstag, o parlamento alemão) e à Potsdamer Platz. E atualmente, as portas que dividiram Berlim, por onde passaram tropas de Napoleão e de Hitler, são um dos maiores símbolos da prosperidade e da unificação da Bundesrepublik Deutschland (República Federal da Alemanha).

Modelo de montagem cartonado estilo fascículos em Paper Craft para recortar, dobrar e colar, impressos na Alemanha pela empresa Schreiber-Bogen.

R$ 60,00
Comprar Estoque: Disponível
Sobre a loja

A Hobby Trade Center está há mais de 25 anos no mercado de modelismo,comercializando kits plásticos para montar, miniaturas em metal (die cast),trens elétricos, brinquedos educativos, quebra cabeças em 3D entre outros produtos.. Em nossa empresa você irá encontrar a mais variada gama de produtos do ramo, um execelente atendimento, sempre com qualidade e agilidade!

Social
Pague com
  • Pagar.me V2
Selos

HTC COMÉRCIO DE MODELISMO LTDA - CNPJ: 96.601.257/0001-78 © Todos os direitos reservados. 2020


Para continuar, informe seu e-mail